Planos de saúde e Novembro Azul

Planos de saúde e novembro azul

Entenda o que é o novembro azul
Campanha busca conscientizar população masculina sobre a importância da prevenção do câncer

O outubro rosa acabou, mas a temática de cuidados com a saúde continua novembro, agora com uma nova cor. É o novembro azul, criado para auxiliar no combate e também na conscientização da necessidade de realização dos exames periódicos para diagnóstico precoce do câncer de próstata.

O câncer de próstata é o mais frequente no sexo masculino, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma. A recomendação é de que homens a partir de 50 anos procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Atualmente, quando diagnosticados, 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada.

Esta prática está relacionada à diminuição de cerca de 21% da mortalidade pela doença.

Como surgiu o novembro azul

A campanha existe desde 1999 e iniciou na Austrália. Nesse ano um grupo de amigos resolveu deixar os bigodes cresceram durante todo o mês para mostrar apoio à conscientização da saúde masculina. A escolha também tem a ver com o fato de que em 17 de novembro é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Hoje a campanha é mundial.

Quais são os exames necessários para se detectar a doença?

A recomendação da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) é que homens a partir de 50 anos procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Aqueles com maior risco da doença (história familiar, raça negra) devem procurar o urologista a partir dos 45 anos. Os exames consistem na dosagem sérica do PSA e no exame digital retal, complementares para o diagnóstico, com periodicidade anual.

Por que o exame de sangue não é o suficiente?

Porque cerca de 10 a 20% dos casos não são detectados pela dosagem de PSA no sangue. O exame de toque e o PSA são complementares.

Quais são os fatores de risco?

Idade
Histórico familiar
Raça (maior incidência entre os negros)
Alimentação inadequada
Sedentarismo
Obesidade

É possível prevenir?

Evitar a doença, não. Mas é possível diagnosticá-la precocemente, quando as chances de cura são de cerca de 90%.

Quais são os sintomas?

Na fase inicial, quando as chances de cura são maiores, não há qualquer sintoma. Por isso a importância dos exames. Na fase avançada, quando a cura é mais difícil, o paciente pode sentir: vontade de urinar com urgência, dificuldade para urinar e levantar várias vezes à noite para ir ao banheiro, dor óssea, queda do estado geral, insuficiência renal, dores fortes.

Quais são as opções de tratamento?

De acordo com a fase do tumor e as características do paciente, o médico poderá definir quais as melhores formas de tratamento. Nos estágios iniciais da doença (tumores localizados e localmente avançados) a prostatectomia radical é o tratamento padrão. Consiste em uma cirurgia para retirada da próstata e apresenta altos índices de cura.

PROCURANDO UM PLANO DE SAÚDE?

Disponibilizamos os melhores planos de saúde em São Paulo e todo Brasil, saiba mais nos links abaixo e solicite uma cotação.

Acesse as tabelas de planos de saúde: